Uso do lodo de esgoto para a recuperação do solo | Blog Unigran Net

O agronegócio, apesar de ser economicamente importante, ainda utiliza técnicas que degradam o meio ambiente. Por isso, grande parte das pastagens brasileiras precisam passar por intervenções de recuperação do solo.

O problema da degradação, além de ambiental, é econômico, pois solos degradados perdem rentabilidade. Para amenizar os danos, existem várias técnicas de recuperação de solos, como o uso do lodo de esgoto. Vamos conhecê-lo?

Como é realizada a recuperação do solo?

A recuperação de áreas degradadas, de acordo com o Ministério do Meio Ambiente, ocorre quando existe uma intervenção humana para ajudar uma área a se restabelecer após ter sido danificada, degradada ou destruída.

Ela é, portanto, uma ciência multidisciplinar, que requer a compreensão de várias áreas do conhecimento. Afinal, danos podem ocorrer tanto em campos de pastagem ou em alguma mina.

O dano, degradação ou destruição, por sua vez, refere-se perdas de função ecológica, tal como a capacidade de nutrir as plantas. Dessa forma, as plantas não conseguem se sobreviver. E isso é frequente em solos brasileiros.

Apesar do agronegócio ser uma atividade econômica importante no país, estima-se que 80% das pastagens estejam degradadas em algum nível. Isto é, existe uma grande quantidade de solos degradados.

A propósito, a maior parte das pastagens degradadas estão nas áreas de fronteira agrícola: Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Para que voltem a ser produtivos, ações para a recuperação do solo precisam ser tomadas.

Solo de mineração degradado (Reprodução: Google Imagens)

Em outras palavras, apenas 20% das pastagens são de fato produtivas, isto é, capazes de nutrir bem e engordar o gado. O resultado disso é a perda da rentabilidade nas propriedades rurais.

Outro exemplo comum da degradação de áreas é a mineração. Casos recentes como Mariana e Brumadinho, em Minas Gerais, também são exemplos de como a intervenção humana é imprescindível para a recuperação do solo .

Para isto, o principal desafio é recuperar sua camada biológica. É por isso que a primeira ação num solo degradado assegurar o aporte de matéria orgânica.

O que é lodo de esgoto?

Despejo de esgoto (Reprodução: Google Imagens)

Lodo de esgoto é um tipo de resíduo proveniente das estações de tratamento. Assim, é rico em matéria orgânica e nutrientes provenientes da atividade humana.

Porém, nem todo o lodo de esgoto serve para a recuperação do solo. Para que possam ser usados em agricultura, eles não podem ter certos contaminantes biológicos e químicos.

Como usar o lodo de esgoto para recuperação do solo?

O lodo que pode ser usado no agronegócio é denominado biossólido. Este material funciona como um adubo, ajudando os nutrientes das plantas a retornarem para o ciclo natural.

O lodo de esgoto in natura pode conter metais pesados, tais como o cádmio, cromo, níquel e chumbo. Além disso, podem estar contaminados com microrganismos causadores de doença ou compostos orgânicos tóxicos, como defensivos usados no agronegócio.

Dessa forma, o lodo de esgoto precisa passar por alguns tratamentos para poder ser utilizado para a produção de alimentos. Em contrapartida, o lodo de esgoto tem altos teores de nitrogênio e fósforo, essenciais para que o cultivo das plantas tenha sucesso.

O nitrogênio, por sua vez, quando precisa ser reinserido no solo, é um insumo que pode custar caro. De modo semelhante, áreas degradadas não têm condição de sustentar uma produção agrícola ou florestal.

Isto porque estão sem matéria orgânica e nutrientes, que são essenciais para garantir as condições de desenvolvimento das plantas. Portanto, a adição do biossólido atua restabelecendo principalmente a camada orgânica e esses nutrientes essenciais.

Planta crescendo em solo fértil (Reprodução: Google Imagens)

Em locais como o norte do Paraná, o uso de biossólidos na agricultura já é uma realidade. Nesse Estado, a distribuição da substância aos agricultores está representando um acréscimo de 30 a 40% na rentabilidade.

O lodo de esgoto para a recuperação do solo também é uma realidade no Brasil. Essa técnica não apenas diminui a quantidade de esgoto que vai parar nos rios e mares como também aumenta a rentabilidade dos produtores rurais.

E aí? Quer saber mais sobre como devolver a rentabilidade usando técnicas de recuperação do solo? Então conheça nosso curso em Agronegócios e entre para um mercado em constante crescimento!


Postagens Relacionadas