A era do gelo existiu como no filme? | Blog Unigran Net

Sucesso de bilheterias no mundo todo, A Era do Gelo é um filme de animação que retrata a Terra durante o período Pleistoceno. Este é caracterizado como um dos períodos de glaciação terrestre.

Além de nos encantarmos com o enredo e as personagens, é comum nos perguntarmos: tudo aquilo que se passa no filme de fato aconteceu? Ou foi fruto da imaginação do roteirista?.

A verdade é que sabemos que nosso planeta passou por diversos períodos de glaciação. Mas será que aqueles animais realmente estavam lá? O que é verdade quando analisamos um dos maiores sucessos de bilheteria da Blue Sky Studios?

O clima na Era Glacial

A chamada “Era do Gelo” corresponde aos diferentes períodos glaciais. Todos são caracterizados por uma queda brusca na temperatura terrestre. E a Terra passou por cinco desses períodos durante o último bilhão de anos, dá pra acreditar?

O clima da era do gelo é descrito como períodos longos com temperaturas médias baixas. A mudança de temperatura faz com que o calor não seja suficiente para que as camadas de gelo formadas durante o inverno possam derreter. Sendo assim, elas passam a cobrir grandes áreas da superfície terrestre.

É importante sabermos que a temperatura das diferentes eras glaciais também era distinto. Aliás, os períodos de clima extra frio dentro de uma mesma era são chamados de glaciações.

Devido à alteração climática intensa, as paisagens também sofreram muitas mudanças, com o congelamento de lagos e redução do nível do mar.

Os animais da era do gelo

era do gelo
O mamute foi um dos animais a sobreviver durante a Era Glacial.
(Fonte da imagem: Pixabay)

Nem todos animais conseguem sobreviver ao resfriamento das temperaturas terrestres. Aqueles que resistem são os maiores e com maior quantidade de pelos. Além disso, como esse período pode durar por anos, boa parte da fauna e flora não resiste às temperaturas baixas e ausência do sol.

Sendo assim, animais que tinham grandes camadas de gordura, pelos e considerados de grande porte são aqueles com maior capacidade de adaptação. A fauna da era do gelo também era composta por aves que obtiveram sucesso em migrar para locais com temperaturas menos baixas.

Dentre os animais que foram extintos durante a última era do gelo encontram-se os mamutes, rinocerontes lanosos, o tigre dentre de sabre e mastodontes. Este são encontrados predominantemente nos territórios que hoje correspondem à América do Sul e Europa.

A última era glacial também contou a presença de pequenos grupos de seres humanos. Sabemos que sobreviviam principalmente da caça.

A esse ancestral humano dá-se o nome de Cro-Magnon. Vestígios de sua existência foram encontrados na Europa e na África.

Investigação da era glacial

Profissionais de áreas diferentes se empenham em estudar as descobertas que explicam a vida e a evolução da Terra e seus habitantes. No campo de estudo da história, descobertas paleontológicas e arqueológicas servem como base para a realização de pesquisas e estudos. Todos visam entender como funcionaram as diferentes eras glaciais.

Por exemplo, a descoberta de fósseis do mesmo animal em continentes diferentes, como na América do Sul e na África, sugeriu que houve a ligação entre esses locais durante um período glacial.

Sendo assim, foi por meio dessas evidências que se descobriu que o congelamento do mar possibilitou que o homem chegasse à América 12 mil anos atrás. Ao analisar esses achados, cientistas e historiadores encontram a base para aceitar ou refutar teorias da caracterização da era glacial.

Então, a era do gelo existiu como no filme?

Cena do filme A Era do Gelo. (Fonte: Google)

A animação da Blue Sky Studios, embora fictícia, é baseada em dados e descobertas científicas reais. As personagens principais do filme são inspiradas em fósseis descobertos por paleontólogos. O mamute Manny, por exemplo, viveu no período Pleistoceno.

Os mamutes eram animais herbívoros que surgiram no norte da África. E, por meio do estreito de Bering, conseguiram chegar à América Central.

A preguiça do filme A Era do Gelo, Sid, pode ter sido baseada em preguiças existentes nesse período e que se locomoviam sobre duas patas. Por outro lado, Diego, o tigre dente de sabre conhecido por seu mau-humor, tem como inspiração animais que habitaram os continentes da Europa, Ásia, África e Américas. Infelizmente, hoje se encontram instintos.

Bem como o esquilo Scrat, que trata-se de uma descoberta paleontológica posterior ao filme. Evidências de seu fóssil indicam que viveu em uma era diversa daquela nas telas. Tendo sido um animal do final da Era Mesozóica, contemporâneo dos dinossauros.

O ancestral humano denominado Cro-Magnon viveu neste período. (Fonte da imagem: Google)

Os ancestrais dos humanos modernos retratados no filme correspondem também a descobertas históricas. Estas foram relacionadas aos Cro-Magnon, que existiram durante a era glacial.

Por isso, embora A Era do Gelo seja uma animação com o intuito de entreter, ela tem como base muitas das descobertas feitas por historiadores e paleontólogos relacionadas a esse período terrestre.

Enfim, além da era do gelo, muitos outros temas são estudados na graduação em História. São esses estudos que permitem analisar transformações de ordem social, cultural, política e econômica a partir de uma lógica temporal. Então, saiba agora mais sobre o curso de História.


Postagens Relacionadas